08 abril, 2008

Moral da História

Veja bem, meu bem
Sinto te informar
Que arranjei alguém
Pra me confortar
Esse alguém está
Quando você sai
Eu só posso crer
Pois sem ter você
Neses braços tais...

Veja bem, amor
Onde está você?
Somos no papel
Mas não no viver
Viajar sem mim
Me deixar assim
Tive que arranjar
Alguém pra passar
Os dias ruins...

Enquanto isso
Navegando eu vou sem paz
Sem ter um porto
Quase morto, sem um cais
E eu nunca vou
Te esquecer, amor
Mas a solidão
Deixa o coração
Nesse leva-e-traz

Veja bem além
Destes fatos vis
Saiba: traições
São bem mais sutis
Se eu te troquei
Não foi por maldade
Amor, veja bem
Arranjei alguém
Chamado saudade!


Moral da história 1: Nem tudo é o que parece... ou nem tudo parece o que é... ou ainda, nem parece tudo o que é...

Moral da história 2: Taí uma música que eu gostaria de ter tido o privilégio e a inspiração para fazer... mas nem todo mundo nasceu Marcelo Camelo...

3 comentários:

Aline disse...

Apareça, Ester... beijos

Filipe Malafaia disse...

Essa música é demais, Té! Eu tenho ouvido um cara chamado Brian Doerksen... Té, é maravilhoso! Eu baixei no somcristao.blogspot.com.
Um beijo!!!

Aclécio disse...

Oi, andei passando por aqui viu? Só pra que depois vc não diga que eu não sou leitor do seu blog.
Beijo!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...