21 novembro, 2009

O verbo é... recordar.

Esta foto me reporta a uma maravilhosa época da minha vida. Quando eu acordava e ia para o quarto dos meus pais me deitar junto com eles, ou melhor, entre eles... Era ótimo! Dava uma sensação de... "preguiça em família"...

Eu sempre amei a palavra FAMÍLIA. Não me faltam boas recordações.

Deus me abençoou com a melhor família do mundo: uma mãe sempre muito generosa, sempre pronta a doar de si não só a nós, seus filhos, como também a tantos filhos temporários que apareceram em nossas vidas. Uma mulher que tem os "pés para trás", que ora constantemente, que mantém os olhos sempre molhados na presença do Pai. Me lembro de nossas viagens, quando ela tratava de convocar os anjos... anjo mecânico, anjo borracheiro, anjo hospedeiro (risos)... Incrível!

Meu pai sempre foi um herói para mim. Nossa casa tinha tudo regulado, porque ele sempre estava pronto pra consertar tudo. Eita homem que não conseguia ficar parado; de alguma forma, ele arrumava coisa para fazer. Até quando a gente ia passar um tempo na casa de alguém, ele consertava alguma coisa. Sem contar com o dom que Deus deu a ele de ensinar. De uma forma envolvente, ele conseguia ensinar a Palavra como ninguém. E não só a Palavra, como qualquer coisa que se propunha a passar adiante. Quem me dera ter tido um professor de ciências como ele... Eu sempre adorei sair com ele. Lembro quando ele ia me levar ao dentista em Vila Isabel, no Rio. Era muito divertido: a gente conversava, observava as pessoas e ele me ensinava coisas novas. Ótimas lembranças...

Dos meus irmãos, eu sempre terei muito orgulho. Fernanda, a mais velha, sempre foi super atenciosa comigo e com Filipe. Teve que ser muito forte em uma época difícil, quando minha mãe adoeceu... Cuidou de nós, da casa, da minha mãe... Atualmente, tem sido minha segunda mãe, já que estou longe da primeira (risos). Quando estou triste, desanimada, ela logo trata de me dar um puxão, um "acorda", me incentivando, apoiando quando tem que apoiar, sonhando comigo os sonhos que surgem a cada dia. Imagino que se não fosse ela, já teria desistido de alguns destes sonhos.

Já o Filipe é o "geniozinho" da família... Esse é o cara. Meu parceiro para composição. Quantas músicas lindas nós fizemos juntos. Aliás, não foi só música que criamos, não. Criamos novelas, filmes, séries, programas de auditório... nós tínhamos um verdadeiro PROJAC HOLLYWOOD no nosso quarto. Fazíamos as casas com dominó ou com os livros do meu pai, os personagens eram frasquinhos de remédio... Quando alguém precisava tomar algum remédio, ao invés de pegar na cozinha ou no banheiro, era só abrir nosso baldão vermelho de "brinquedo-tralhas". Passávamos horas e mais horas criando. Sem contar com a modalidade esportiva: almofobol (risos). A gente fez campeonatos, torneios internacionais clássicos: SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE x LETÔNIA. Meu parceiro para bagunça e diversão. Apesar de que adorava implicar comigo e inventar histórias que eu acabava acreditando, como a "fábrica de agulhas" que tinha no caminho para ir a igreja...

Quantas recordações...

Que família...

Melhor do que esta não existe!

Obrigada, Deus!

---------------- x ----------------

O Elo
Comunidade Evangélica de Maringá

Bem-aventurado o homem que teme ao Senhor
E anda nos seus caminhos
A sua mulher será como a videira em flor
E seus filhos serão benditos

Terá bom êxito em tudo o que fizer e se alegrará
Verá os filhos dos seus filhos a crescer e se multiplicar

Mas se o Senhor não edificar o lar
Em vão trabalha o que edifica
Se o Senhor não abençoar o lar
A casa ficará dividida
E se o Senhor não guardar o lar
O que vai ser da família
Pois ele é o elo que une
A primeira dobra do cordão
Seu amor é a essência que sela
Toda e qualquer comunhão

Senhor, edifica o meu lar sobre a rocha
Abençoa minha casa, cumpre a tua promessa
E guarda minha tendo sobre a tua presença
Senhor, reina em minha família

6 comentários:

Denise Malafaia Cerqueira disse...

Que isso, Té!
Foi fantástico, derrepente abrir seu blog, o que faço todos os dias, e, sem nenhuma novidade há algumas semanas...e hj mesmo ainda não tinha visto este novo verbo conjugado por aqui, menina! Ai me deparo com tamanha surpresa...que recordação, filhinha. Me fez um bem tão grande!
Vc me fez chorar, rir, suspirar, pensar e, recordar...alguém já disse que recordar é viver, mas eu prefiro usar a palavra do profeta Jeremias: "Quero trazer à memória aquilo que pode me dar esperança", foi assim que funcionou para mim este verbo... recordar.
Brigada, amorzinho da mamãe!
Xeru

Filipe Malafaia disse...

Oi, Té! Que lindo esse texto! Dei muitas risadas lembrando os momentos em família que vivemos! Te amo muito!

Fernanda disse...

Ai, Té...
A vida passa tão rápido, não é?
Tomara que as lembranças boas do passado não esqueçamos jamais. Te amo!

Anônimo disse...

Полностью разделяю Ваше мнение. В этом что-то есть и идея отличная, согласен с Вами.

Anônimo disse...

Теперь стало всё ясно, большое спасибо за информацию. Вы мне очень помогли.

Leandro Teixeira disse...

Família é a célula base da sociedade. Boas famílias proporcionam uma boa sociedade; o contrário traz a destruição da humanidade. Que bom que Deus lhe deu uma família maravilhosa!

Graça e paz,

Leandro Teixeira
Editor do Blog
http://liberdadeepensar.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...